É na infância que a criança pode apresentar determinados comportamentos que requerem atenção dos pais e educadores.

A agressividade infantil, por exemplo, é considerada normal nessa fase. É necessário, contudo, saber como reagir, evitando que a criança apresente essa característica na vida adulta.

A infância é um período marcado por descobertas e uma complexidade de sentimentos e emoções bastante intensos. A agressividade é uma consequência natural desse processo.

Nessa fase, o papel dos pais e educadores é auxiliar a criança a identificar e entender sentimentos e emoções através do diálogo. Algumas crianças demonstram raiva quando seus desejos não são atendidos e mostram-se agressivas como forma de expressar o que estão sentindo.

É importante destacar que a agressividade na infância, diferente da adulta, aparece de forma inconsciente e não intencional, principalmente em crianças menores.

A forma como a família e a escola veem tal comportamento na criança é decisiva. Vista e tratada como normal nessa fase do desenvolvimento, é possível ensiná-la a enfrentar esse sentimento de forma positiva, mostrando que é comum sentir raiva, mas desenvolvendo com a criança atitudes que a levem a conseguir controlar tal sentimento. Esse tipo de abordagem faz toda diferença na formação do indivíduo.

Algumas dicas que podem ajudar:

· Aprender a dizer não para a criança;

· Entender a agressividade como uma fase;

· Dar exemplos positivos;

· Manter uma mesma linha de ação com a escola.

Por mais desafiante que possa parecer, é possível aprender a lidar de forma positiva com a agressividade infantil.

 

Daniele Leite

Coordenadora Pedagógica – Colégio Itatiaia

Unidade Campo Bel