A escola é a segunda casa da criança. Quem já ouviu isso e já precisou procurar uma escola para seu filho sabe da importância de uma escolha bem feita e bastante criteriosa, com análise de todos os detalhes. Horários e valores de mensalidades costumam ser as primeiras informações solicitadas, mas verificar outros pontos é muito importante. A seguir, algumas dicas que podem ajudar os pais de primeira viagem nessa tarefa:

1. Procure referências de pessoas que já tenham conhecido a escola e tente saber mais detalhes, através da experiência delas sobre as características da instituição, sob o ponto de vista do cliente.

2. Ambientes limpos e bem ventilados: normalmente, um dos primeiros contatos com a escola é através da visita de salas e ambientes. Prestar atenção a detalhes como limpeza, ambientes abertos, ausência de materiais que possam criar ácaros ou gerar alergias, como cortinas, carpetes etc. Áreas externas com brinquedos seguros, presença de áreas verdes. Mobiliários adequados ao uso (idade) e manutenção geral em ordem. Presença de banheiros em quantidade suficiente, trocadores adequados no caso de turmas de bebês. Lactário e cozinha montados de acordo com as especificações da vigilância sanitária. Sala da coordenação e direção próxima aos ambientes dos alunos, garantindo a visibilidade necessária.

3. No caso de escolas que oferecem alimentação, atentar-se ao tipo de cardápio, se é elaborado por equipe adequada (nutricionistas) e se condiz com o tipo de alimentação que a família está acostumada.

4. Formação adequada da equipe pedagógica e quantidade de adultos x crianças. Verificar a frequência de formação continuada e cursos de treinamento.

5. Sistema de comunicação com a escola: agenda de recados, aplicativos, facilidade para o acesso aos coordenadores e diretores para tratar de assuntos importantes.

6. Linha pedagógica utilizada pela escola, e que tipos de materiais são usados no dia a dia. É importante que essa linha esteja de acordo com o que a família pretende, seja alternativa ou tradicional.

7. Conversar com a coordenação sobre a filosofia do colégio em relação aos valores: é muito comum um discurso sobre a filosofia da escola, com muita teoria, em que nem sempre a prática fique bem clara. Fazer perguntas específicas podem ajudar a entender a linha de pensamento e ação da equipe, como: “Qual a opinião do colégio em relação a meninos que querem deixar os cabelos compridos?”, “O que acontece com os alunos que não se comportam e necessitam de algum tipo de limite?”, “Como a escola lida com famílias em que os pais sejam homossexuais?”. “E com os alunos com dificuldades de aprendizagem?

8. Facilidade para visitar a escola em horários variados, até que os pais estejam plenamente satisfeitos com as informações para facilitar sua escolha.

E ainda que esses critérios sejam considerados ao avaliar a escola, saibam: não há colégio perfeito ou o melhor colégio, mas aquele que apresenta valores e princípios condizentes com os da família. Ao tomar uma decisão tão importante, os pais precisam estar atentos a isso como também aos sentimentos da criança, que permanecerá boa parte do seu tempo na escola. É imprescindível que ela sinta-se à vontade e goste do colégio. Assim, a sua formação se dará de maneira alegre, prazerosa e natural.